top of page

Elos Invisíveis lança campanha de volta às aulas, visando combater a evasão escolar em favelas.


A evasão escolar tem classe e cor. A situação de vulnerabilidade em que se encontram crianças e adolescentes pobres, pretos, pardos e indígenas no Brasil não é mera coincidência, não é parte de um processo histórico imprevisível e incontrolável, é, sim, resultado de um processo de escolhas que condenam parcela da população à invisibilidade, ao abandono e ao silenciamento. Ou seja, é fruto de uma decisão política.


As causas da evasão escolar no Brasil são inúmeras, podem ser de ordem socioeconômica, cultural, geográfica e didática. O perfil da população evadida é carente e vive em um círculo de problemas de ordem cultural, afetiva, material e psicológica.


Como em qualquer ação que busque combater a evasão, um primeiro passo é entender as causas do problema. Elas tendem a ser múltiplas, exigindo muitas vezes esforço tanto dos profissionais da escola quanto de outras áreas do setor público.


A escola, a sociedade e o estado devem criar ações para diminuir o índice de evasão escolar e que estimulem tanto o aluno a permanecer em sala de aula como aproximar a família do ambiente escolar. A participação e o envolvimento da família com a vida escolar são fundamentais para o bom desempenho e a permanência do aluno na escola.


Com o objetivo de mudar um pouco o cenário de evasão escolar nas comunidades assistidas, o Grupo Elos Invisíveis lançou no mês de janeiro a campanha de "Volta às aulas", cujo principal objetivo é oferecer apoio material para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.


CRONOGRAMA DA AÇÃO

No ano de 2023, a arrecadação de recursos materiais para o desenvolvimento da ação teve início em 10 janeiro de 2023, com previsão de término no dia 10 de fevereiro de 2023.


Uma vez atingida a meta de arrecadação, as compras serão realizadas com preço de atacado, preferencialmente até o dia 17 de fevereiro de 2023.


Em seguida, haverá um mutirão de montagem dos kits escolares, previsto para acontecer no dia 18 de fevereiro de 2023, que será realizado com o auxílio de voluntários do projeto.


Por fim, os kits serão entregues no dia 25 de fevereiro de 2023, em duas comunidades carentes - Vila Pantanal e Vila Zumbi -, sob a responsabilidade do Grupo Elos Invisíveis e coordenação de Viviane S. Vicentin, responsável pelo desenvolvimento e implementação do presente projeto.


PERFIL DOS ASSISTIDOS

Serão beneficiadas 100 (cem) crianças e adolescentes de até 15 anos, cuja renda familiar não ultrapasse um salário-mínimo, regularmente matriculadas na rede municipal e estadual de ensino, residentes na Vila Pantanal, no Alto Boqueirão, em Curitiba e na Vila Zumbi, em Colombo.


ENTREGA

As entregas serão realizadas para as crianças previamente selecionadas e cadastradas no projeto Elos Invisíveis, com o auxílio de lideranças comunitárias das respectivas localidades.

Os espaços a serem utilizados para as entregas, igualmente, serão cedidos pelos respectivos parceiros das comunidades.


Na Vila Pantanal a entrega será realizada com o auxílio do Projeto Casa de Débora, ao passo que a ação na Vila Zumbi será realizada com o auxílio da Sociedade Crescer, ambos projetos conveniados ao Grupo Elos Invisíveis.


COMO POSSO AJUDAR?


Você pode doar materiais escolares novos ou usados – confira no post anterior os pontos de arrecadação – ou então pode contribuir com a nossa vaquinha (DOE AQUI).




13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page